Processo de Fabricação

  • Matéria-prima;

  • Fermentação;

  • Destilação;

  • Envelhecimento.



MATÉRIA-PRIMA

 

A qualidade da cachaça começa no canavial. O processo de produção da Cachaça Rainha do Vale inicia-se com a seleção cuidadosa das espécies de cana, de forma a fornecer uma garapa sadia e de boa qualidade. Nosso canavial é formado por espécies de canas próprias para nosso solo, clima, altitude, índice pluviométrico, e foram selecionadas sob orientação da Universidade Federal de Viçosa com o objetivo de propiciar matéria-prima de alta qualidade.

A cana é como uma fruta, ou seja, deve ser colhida no ponto ideal de maturação. Se estiver verde está ruím, assim como se estiver passada, por isso escolhemos três espécies de cana:

  • precoce, com ponto de corte em Maio

  • média, com ponto de corte aproximadamente em Julho

  • tardia, com ponto de corte aproximadamente em setembro.

 

Assim, durante toda a safra, que vai de Maio a Novembro em nossa região, temos cana em seu melhor ponto de maturação. A colheita é feita sem queima, e a moagem é feita logo após o corte, com a cana fresquinha. Este sincronismo perfeito trás como resultado um produto de primeira qualidade. Toda a cana utilizada é produzida em nossa fazenda.

 


FERMENTAÇÃO

A arte de se fazer uma boa cachaça tem na fermentação um de seus momentos de maior relevância para a qualidade do produto. É aí que ocorre a transformação do açúcar em álcool, num processo biológico inteiramente natural, pois não colocamos nenhum tipo de aditivo. Apenas a garapa e o fubá de milho. O ambiente onde se processa a fermentação é limpo, arejado e tranqüilo.



DESTILAÇÃO

A destilação da cachaça RAINHA DO VALE, assim como todas as outras etapas, é feita com precisão e cuidado. Todo o lento e minucioso processo de destilação acontece em uma temperatura constante, com calor proveniente da caldeira. Feita em alambique de cobre, resfriada com água fria corrente vinda diretamente da mina, a cachaça Rainha do Vale vai se condensando, descendo devagar e tornando-se uma cachaça única. Durante a destilação separa-se a cabeça e a calda, eliminando-as, recolhendo o coração que é a parte boa para envelhecer e beber - a preciosa cachaça.

 

ENVELHECIMENTO

Após a fabricação a cachaça é separada em diferentes lotes para envelhecimento, sendo que uma parte é armazenada em tonéis de carvalho por dois anos, resultando na Cachaça Rainha do Vale Ouro, que tem cor amarela e teor alcoólico de 45%. O carvalho é uma madeira cujo o aroma e gosto agradam universalmente. Outra parte é armazenada em tonéis de jequitibá por um ano, resultando na Cachaça Rainha do Vale Clássica que tem coloração douradinha clara e teor alcoólico de 45%.

 

O jequitibá é a madeira mais neutra em termos de transmissão de aroma, gosto e cor para a cachaça, sendo assim o produto nele armazenado tem o sabor da tradicional cachaça Mineira. E por fim, outra parte é armazenada em tonéis de inox por seis meses, resultando na Cachaça Rainha do Vale Prata que tem cor de água cristalina e teor alcoólico de 40%. Os tonéis de inox não transmitem nem aroma, nem gosto e nem cor para a cachaça. Portanto a Cachaça nele armazenada, além de ser própria para ser bebida pura é também ideal para a preparação de drinks (caipirinha por exemplo). O armazenamento propicia à cachaça Rainha do Vale maciez e suavidade. A cachaça Rainha do Vale tem sabor e aroma inigualáveis!

Todo o processo de fabricação da Cachaça Rainha do Vale acontece na Fazenda Gameleira, desde o plantio das canas até o envase final.

Cachaça Rainha do vale :: Produzida, Armazenada e Engarrafada por Agroindustrial Gameleira Ltda
Fazenda Gameleira - Distrito de Santana do Paraopeba - BELO VALE - MG  :: Estrada de Moeda / Santana / BELO VALE
Fone/Fax: (31) 3292-7477 - Cel.: (31) 9984.7420 :: E-mail:  rainhadovale@rainhadovale.com.br